quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012



Eu queria apagar você da minha vida,
seguir em outras direções. 
Mas esse amor é como um fantasma 
que corre pela noite vazia invadindo os sonhos
e os transformando em pesadelos.
Eu esperei tanto disso tudo...
Sem perceber que no fundo,
bem lá no fundo,
eu só esperava mesmo minha
LIBERTAÇÃO.
Do seu jogo sujo,
da sua prisão envolvente...
de todos os males e bens que envolviam a gente.

E agora, estamos aqui nessa estação.
E eu vou embora sem olhar pra trás...
não quero que essa imagem 
- a sua imagem do fim -
seja só uma promessa em minha vida.

Por : Fernanda Abreu

2 comentários:

Bia... disse...

Vc registrou teus poemas??? Fica a dica p/vc não ser plagiada e não ter como recorrer...mas são lindos!!!

Carlos [A]ugusto disse...

Muito bom. Definitivamente bom.

Aviso de Conteúdo

Todas as imagens e alguns textos, postados aqui foram retirados da Internet e por esse motivo suponho ser do domínio público. No caso em que haja algum problema ou erro com material protegido por direitos autorais, a quebra dos direitos de autor não é intencional e não comercial e neste caso o material será retirado imediatamente, basta que me passem a informação.
e-mail : nandapolly.alp@gmail.com

Pesquisar este blog